quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Flores Brancas num Fundo Azul

Chegou-me um ponto engracado na vida. Tal ponto em que as palavras meio que perdem o sentido, perdem, na verdade, a razao de ser: A razao de comunicar, nao se quer mais passar conhecimento.

Só amor

Ponto Final.

Teorias(sobre Heron, Euclides, Nit e sua vida)


Teorias falidas

Fazem parte da minha vida


Celulares também

Na verdade, celulares são mais importantes que teorias

Mais importantes até que as teorias que o criaram


Elas são mentiras

Ele é verdade


Elas (minhas palavras) são mentiras

Ela (minha vida) é mentir



Então porque escrevo?


Escrevo num esforço inútil

Meio infantil , meio rechonchudo

De lhe dizer:


PARE!!!


Pare com tudo


TUDO!


Pare o amor

Para as tristezas

Suas magoas


E apenas olhe, meu amor


Olhe pra mim, pra você


Olhe pro seu amor


Olhe pro seu encanto


Pra sua beleza


Olhe pra você


Só isso já basta


Só isso já e tudo.

4 comentários:

Keep Walking disse...

que se extendam os tapetes de flores para a chegada do nosso queri Bhaga, com seu controle temporal e seu amor.

;)

Paola a Estranha disse...

Ai que lindo!!!!

complexyo disse...

Atrás do pensamento não há palavras. É-se. Pensar é perigoso, e os hábitos e vícios são paredes crescendo ao nosso lado.

Sempre tapetes floridos. Sempre extenso. Em busca. Te amo.

EdsonHarley disse...

Palavra, gostei do texto.

Abraços a todos.