quinta-feira, 7 de junho de 2007

Sensações

Você já parou pra pensar no volume de estímulos sensoriais que o nosso corpo recebe toda hora? Então talvez tenha a mesma impressão que eu. Que nós damos pouco valor pra esses momentos de contato com o que está ao nosso redor. Só nesse momento eu posso sentir as teclas nas quais digito esse post, as cores saindo da tela, a música tocando, o gostinho que ficou da sobremesa e o cheiro de pipoca que algum vizinho está fazendo. Enfim, são tantas que se eu fosse enumerar não acabaria nunca. A todo momento nosso corpo percebe alguma coisa diferente, ou de outra forma, ou de outro ângulo, mas nem sempre damos importância, nem sempre esses estímulos são convertidos em alguma sensação que tenha um significado. Todos os estimulos citados poderiam passar despercebidos, porque já fazem parte da rotina. E rotina quase nunca é algo agradável.

Lembra quando você era criança e sempre queria mexer nas coisas? Eram momentos de aprendizado, queriamos saber como o nosso corpo reagia ao que estava em volta, queriamos aprender, brincar, sentir, experimentar, perceber, sem medo de ser feliz. E com o passar do tempo vamos perdendo isso, vamos brincando menos, sentindo menos, experimentando menos, percebendo menos, vivendo menos e em virtude disso deixamos de apreciar muitas coisas que acontecem ao nosso redor. Então não fique aí parado, preste mais atenção ao que acontece com você, esqueça que seu cérebro está preguiçoso, e na próxima vez que você sentir aquela brisa batendo no rosto, ou aquele cheirinho do seu perfume favorito, lembre-se dessa nossa conversa e não deixe essa sensação passar despercebida.


2 comentários:

bibian disse...

gostei do vizual... vou aparecer mais vezes ;D

Imago disse...

sensações... arrepios.. espírito levre!