terça-feira, 1 de maio de 2007

AS CORTINAS DA VIDA

FECHAM-SE AS CORTINAS
APAGAM-SE AS LUZES
NESTE MOMENTO SOU UMA CORUJA ÁVIDA POR DESCANSO
LOUCOS SELVAGEMS TENTAM INVADIR MINHA ALMA
MAS O GENESIS DO MEU SER COMBATE ETERNEMENTE
EXPULSANDO PARA FORA DO MEU CORPO TODO O SANGUE
QUE TRANSMUTA-SE ENTRE VIDA E MORTE...

Um comentário:

Jigglypuff disse...

lindo, muito lindo!